sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Tiraram um Jorge Sousa da cartola

Depois do anunciado regresso de Fábio Verissimo após 2 semanas de reflexão (quando vão para a jarra ficam de fora mais tempo), temos outro regresso. Desta vez o de Jorge Sousa. E nada melhor do que colocar alguém que ainda não tem qualquer jogo esta época, num embate entre o 5º e o 1º classificado. Bravo Fontelas.

Mas o Fontelas não se ficou por aqui e para VAR vai o Luis Ferreira, advogado de defesa no processo Apito Dourado. Luis Ferreira que só desempenha a função de VAR porque foi despromovido. Autor de alguns dos roubos mais descarados dos últimos anos. De destacar os 3 golos irregulares validados ao Boavista num Benfica 3-3 Boavista, e como VAR num golo validado ao Porto no famoso Estorilgate da época passada onde Soares fez o empate um metro fora-de-jogo.

A Liga não ficou atrás e na semana que o Moreirense recebia o Porto a uma sexta-feira, decidiu colocar o mesmo Moreirense a jogar depois das 20h de segunda-feira, a quase 400km de distância de casa.

Nunca se viu uma coisa assim no futebol português. É revoltante o que se passa. É tudo feito as claras. E com video-árbitro a mistura.



Esta tabela é do Rui Santos. De um dos maiores anti-benfiquistas da televisão portuguesa. Que mesmo assim não reflete a verdade porque oculta muitos roubos e não tem em conta expulsões. Na comunicação social não se fala disto. O próprio Rui Santos ignora esta tabela.

Todas as semanas gaba qualquer boa decisão do VAR mas não dedica 5 minutos do seu programa a explicar como é que é possível que com VAR o Porto tenha 8 pontos a mais do que devia ou os 3 adversários directos do Benfica tenham juntos 17 pontos a mais!!!

Se com VAR a classificação do campeonato for adulterada sequer num 1 ponto é grave. Em 17 pontos é crime. O que se passa no futebol português é um caso de policia. Toda a gente já percebeu que os erros só acontecem porque os árbitros querem, por muito que alguns comprovados avençados andem semana após semana a tentarem fazer de nós parvos.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Os efeitos desta jornada

Tal como todos estavam a espera esta era uma jornada onde se apostava tudo em acabar com a discussão do campeonato. Eu disse aqui que tínhamos de ser gigantes para vencer em Alvalade com o Soares Dias no apito. E assim foi.

O roubo foi novamente descarado (em Alvalade e Guimarães) e o propósito do VAR está a vista de todos. Qualquer golo que o Benfica marque é esmiuçado frame a frame. Qualquer lance de dúvida é analisado. Já com os outros passa tudo e até boas decisões são transformadas em más. O Benfica vai acabar este campeonato sem qualquer erro que o beneficie e com dezenas que o prejudicam. Porto e Sporting vão acabar a época sem nenhum erro que os prejudique e com muitos que os beneficiam.

Mas mesmo com tudo o que se passou em vez do fosso aumentar ainda reduziu. Em vez do campeonato ter ficado sentenciado a luta pelo titulo foi reaberta.

E nestas condições...

...todos são necessários.

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Os nomes da previsão são diferentes mas o resultado será o mesmo

E afinal vai ser mesmo Soares a Dias a tentar entregar mais um titulo ao Porto. Para o outro jogo Rui Costa. Nada melhor do que confiar a tarefa de tentar acabar com o campeonato já hoje a 2 árbitros do Porto.

Nunca é tarde relembrar os 3 penalties por assinalar do Sporting vs Benfica de 2016/2017 onde ficaram 3 penalties por assinalar enquanto o Benfica perdia por 1-0 num jogo onde não podia perder para manter a liderança. Como prémio dessa façanha também podemos recordar o Porto vs Sporting da época passada onde deixou um penalti claro por marcar contra o Porto e o Benfica vs Porto logo de seguida onde ficou outro penalti claro por marcar contra o Porto no último minuto. Num dos campeonatos tentou e no outro conseguiu mesmo entregar numa bandeja o titulo ao Porto.

Quanto mais roubam o Benfica, para mais jogos decisivos são nomeados. Alguém se lembra de quantos clássicos ou derbies João Capela apitou depois de ter sido acusado de ter deixado 2 penalties por marcar contra o Benfica em 2012/2013? Foram 0. Mas tendo em conta que tem mostrado que aprendeu a lição sempre que apita jogos dos grandes não deve tardar muito a voltar ao activo nesse tipo de jogos.

Resta-nos esperar que a equipa seja gigante e que consiga ultrapassar o que se prevê mais um roubo descarado.

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Preparem o sistema nervoso.

Para quem esteve mais atento nas nomeações para a final four da Taça da Liga não deve ter deixado de reparar num pormenor. Artur Soares Dias e Hugo Miguel não foram utilizados. Portanto não é de admirar que amanhã sejam eles os escolhidos para continuarem a fazer desta liga umas das mais vergonhosas de sempre.

E como já se diz por aí que Artur Soares Dias vai para Guimarães então Hugo Miguel é bem capaz de ser o ladrão de serviço. E se o for é mais uma provocação deste conselho de arbitragem depois do que este árbitro fez no derby da Luz da época passada (o famoso MacronGate).

Preparemo-nos para mais um roubo que será tanto maior quanto melhor for o jogo que o Benfica fizer. Vai valer tudo como valeu nos últimos derbies onde nem os dedos das mãos chegam para contar os erros que beneficiaram o Sporting.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Fechou-se a janela de oportunidade

O mercado fechou e com ele um pouco da esperança de ainda poder fazer desta época um ano glorioso. 

Como já disse aqui após o último jogo não compreendo como a defesa não foi reforçada. Temos uma média superior a 1 golo sofrido por jogo em todas as competições. A opção de jogar com Pizzi no meio campo durante maior parte da época ajuda a explicar alguns destes números mas não todos.

Temos 2 centrais, Ruben Dias e principalmente Conti (este é inacreditável), que falharam demasiado para o que é exigível no Benfica. E mesmo o nosso melhor central já começa a dar sinais que está a entrar na fase descendente da carreira. Jardel é um central que se faz valer da velocidade e da força e esses são dos primeiros atributos que se vão perdendo com a idade. Jardel não vai ter a longevidade de Luisão. Depois Ruben Dias, Ferro e Conti (este acho que nunca lá vai chegar) ainda estão verdinhos. Era preciso um central feito que ainda pudesse fazer várias épocas ao mais alto nível e que ajudasse os mais novos a crescer.

Quanto aos laterais, como já aqui o demonstrei, não sou fã de Grimaldo. Para mim a primeira função de um defesa é defender e nisso Grimaldo é demasiado mau. Ofensivamente também não é extraordinário e normalmente só aparece quando os jogos estão resolvidos. É jogador dos bons momentos e nos maus desaparece. Prefiro uma assistência como as do André Almeida em Guimarães ou as 2 em Tondela, do que 20 golos como o de Grimaldo na última terça.

Não concordo muito com a saída de Alfa Semedo mas mais por o ver como uma possível solução para central. No meio campo Samaris, Gabriel, Fejsa e Gedson são suficientes e acho que se for necessário Florentino também dá conta do recado. Mas Alfa para mim tem um potencial que nenhum outro do meio campo tem.

Quanto aos avançados não vou dar muito para esse peditório. Praticamente não jogaram. Para mim Ferreyra até jogou demasiado tendo em conta a falta de atitude que mostrou em campo. Já Castillo gostei bastante da pré-época e do pouco que jogou contra o Fenerbache. Infelizmente desde que voltou da lesão nunca mais voltou a jogar. E pela forma como saiu é porque não era grande peça no balneário.

Assim para a frente ficamos com Seferovic, Jonas e Felix. Rafa ainda pode fazer o lugar de segundo avançado (sinceramente acho que é aí onde pode render mais). E claramente Jonas é visto agora como o 9 e não como o segundo avançado que era nas épocas em que se jogava com 2 avançados. O único problema é mesmo a sua condição física. Já agora o rapazito contratado ao Leixões parece bom. É forte fisicamente, bom de cabeça e tem uma média de 1 golo a cada 90 minutos. Mesmo sendo na segunda liga para um jovem não é nada mau.

Para terminar que já vai longo. Vieira está a fazer o que prometeu. Quando foi a votos foi isto que ele disse que queria para o Benfica. Reduzir passivo e apostar na formação. Quanto a mim nada contra mas acho que viemos do 8 com Jesus e estamos a passar a linha e a caminhar para o 80. Em tudo deve existir um equilíbrio e as coisas não devem ser forçadas. Venham de onde vierem têm de ter qualidade. E claramente a nível de centrais esta aposta está a ser forçada e essa é uma posição onde não se deve brincar.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Agridoce

Resumidamente foi mais um grande jogo em termos ofensivos mas novamente os problemas defensivos a virem ao de cima. Estivemos perto de sofrer 3 golos em casa com um Boavista que quase não chegou perto da nossa baliza.

Estamos na 19ª jornada. Temos 18 golos sofridos. Quase 1 golo sofrido por jogo. O Belenenses tem os mesmos golos sofrido do que nós e o Guimarães apenas mais 1. O Porto tem apenas 11 sofridos sendo que 5 deles foram nas 3 primeiras jornadas enquanto jogavam com um miúdo a central. Desde aí em 15 jogos sofreram apenas 6.

E assim fica um sabor agridoce porque acabámos de golear com jogadores como Jonas, Salvio, Cervi Krovinovic, Alfa Semedo e Fejsa de fora. Temos um conjunto de jogadores do meio campo para a frente que nos permitiam sonhar com tudo. O problema é que a qualquer momento, de qualquer jogo, os sonhos podem transformar-se em pesadelos.

Dia 31 está já aí. Eu sei que em Janeiro é difícil fazer bons negócios mas pelo menos é preciso tentar. Acho inacreditável se depois de uma primeira volta com golos atrás de golos sofridos por erros individuais não se contrate ninguém para a defesa.

sábado, 26 de janeiro de 2019

A cartilha para as próximas horas e umas palavras a Luciano Gonçalves

Saudação do ambiente entre as equipas e os adeptos.

Elogios desmedidos a arbitragem.

Apogeu do VAR.

Vão ser estes os tópicos que vamos ouvir nas próximas horas. Principalmente o último. Com aproveitamento para criticar quem foi roubado escandalosamente nas meias-finais e não calou a sua indignação.

Ao contrário do que muitos Benfiquistas dizem o VAR não é uma coisa má. E não é mau porque veio confirmar o que muita gente já sabia sobre muitos dos árbitros portugueses. Eles erram porque querem. A questão que se impõe, às autoridades, é perceber porquê.

Acerca deste assunto algumas considerações de Luciano Gonçalves na defesa de Fábio Veríssimo:




Verdadeiramente surreal. Quem lê isto pensa que é uma entrevista pré VAR. As velhas desculpas do decidir em centésimos de segundo e dos jogadores e treinadores também errarem.

Caro Luciano Gonçalves. Desde o inicio da época passada essa lenga-lenga deixou de fazer sentido. Tanto quanto eu sei têm mais do que centésimos de segundo para decidir. Ainda na terça-feira tiveram 3 minutos para tentar achar uma irregularidade no primeiro golo do Benfica.

Quanto aos jogadores e treinadores também errarem não é do meu conhecimento que os jogadores possam parar o jogo depois de isolarem um adversário e pedir para repetir o passe porque não era ali que queriam meter a bola. Já os treinadores também não podem parar o jogo a meio e substituir 7 ou 8 jogadores... Ha. Espera lá que este último até é possível.

Já sobre as consequências dos erros é o que temos visto. Os que mais erram são sempre os melhores classificados e os que apitam clássicos e derbies. Mas vamos esperar pelo final da época para ver quais são as consequências para Fábio Veríssimo depois de tudo o que ele já fez só nesta primeira metade da época. Mas a esse tema eu vou voltar.