segunda-feira, 5 de abril de 2021

Já chegámos a este ponto

O Benfica vencer um titulo de campeão e não ter a Taça para receber. Não existem limites para o anti-Benfiquismo que se instalou neste país. Têm sido anos e anos de dissiminação de ódio ao Benfica e a todos os seus adeptos na MDCSDQT. Nos últimos anos, numa verdadeira perseguição, todo e qualquer Benfiquista tem sido afastado dos orgãos de decisão desportivos (e não só) em Portugal. Nesses lugares agora só são aceites anti-Benfiquistas militantes e o resultado está à vista.

domingo, 4 de abril de 2021

Adenda ao ultimo post

Não podia haver exemplo mais perfeito do que é uma cenoura e de como certos Benfiquistas as comem do que certos comentários do ultimo post. Virem para aqui citar a capa do onojo é do mais triste que pode existir.

Mas se fiz para um ano também posso fazer para vários. E mesmo acreditando que os números da capa estão correctos então fica assim.


Desde 2015 quem paga mais em comissões por cada negócio é mesmo o Porto. E não esquecer o sem número de jogadores que nestas épocas saíram de lá a custo 0. Existe quem pense que é só incompetência. Mas se calhar é mais do que isso. E já nem vou falar de como o filho de Pinto da Costa anda a encher os bolsos à descarada (também é uma cenoura para os adeptos do Porto se distrairem com o Benfica e não falarem de certas coisas).

Se calhar também vão falar do grande exemplo do Sporting. Esquecem-se é de como eles abriram a pernoca ao Mendes no pós Alcochete com as saídas a preço de saldo de Gelson, Rui Patricio, William Carvalho, Podence, Matheus Pereira ou Demiral. A mim parece-me que acabaram por pagar bem mais.

Em termos de comissões ainda assim prefiro a Nossa situação. E se dúvidas existissem basta ver como a MDCSDQT diaboliza Jorge Mendes sempre que faz negócios com o Benfica e como o endeusa quando os clientes são outros.

sábado, 3 de abril de 2021

A cenoura Mendes/Comissões

Outro dos temas mais explorados pela MDCSDQT é o de Jorge Mendes / comissões em relação ao Benfica. Mendes é o melhor do mundo quando faz negócios com Porto e Sporting e um criminoso quando os faz com o Benfica.

Desta vez começou com a FPF a dar uma lista de 2 items. clube e valor gasto em comissões. Com certeza têm dados sobre o volume de negócios de cada clube no mesmo periodo de tempo. Mas pelos vistos não acham relevante que se saiba o que realmente interessa que é a percentagem de comissão que cada clube paga por negócio.


A MDCSDQT agradece e não perdeu tempo a fazer marchetes com o "Benfica é o clube que mais gasta em comissões". Também não acaharam relevante fazer uma pesquisa rápida de 10 minutos para encontrar esses números percentuais. Pois bem fui ao Transfermarkt e aqui ficam os resultados mais completos.


Afinal a tabela vira ao contrário. Afinal quem gasta menos em comissões é o Benfica. E assim se transforma algo com que os Benfiquistas deviam ficar contentes num motivo de ruido em torno do clube.

quinta-feira, 25 de março de 2021

O que as cenouras encobrem

Ontem acordámos com esta capa do rascord.

Ora aí está em força a cartilha da formação que eu já falei em 2 dos meus últimos posts. E quais os propositos desta cartilha? Para além de tentar recuperar aquele que foi o único "titulo" do Sporting nos últimos 19 anos, é desviar atenções de assuntos bem mais sérios contando para isso que continue o ruido entre Benfiquistas sobre este tema. Mas antes de chegar a esses assuntos sérios vamos só desmistificar um pouco esta aposta na formação.


Dos 11 jogadores mais utilizados estão lá 2 que foram apostas da formação, Nuno Mendes e Tiago Tomás (Palhinha com 25 anos e João Mário com 28 já não entram neste lote). E para o lugar de Tiago Tomás já veio um avançado de 28 anos por 15 milhões (70% passe) mais 2 jogadores. E isto só não é pior porque o dinheiro que ficaram a dever ao Braga só deu para contratar Adan, Feddal, Antunes, Porro, João Mário, Pedro Gonçalves, Nuno Santos, Tabata ou Paulinho. Imaginem o que era esta equipa do Sporting se estivessemos numa Liga decente onde não os deixassem contratar ninguém enquanto não pagassem o que deviam a um clube rival.

Mas indo ao assunto que se quer abafar.

Este é um dos casos mais surreais que já vi. Pela primeira vez na história do futebol mundial um jogador que atinge o limite de cartões começa uma nova série sem cumprir castigo. Com este esclarecimento e após 8 jornadas de ter levado o 5º amarelo, os árbitros já podem finalmente voltar a amarelar o jogador mais faltoso da Liga. Antes era chato porque ninguém sabia o que fazer nesse caso. Agora temos de esperar que os senhores que andam a fazer força pelo Sporting na justiça (vulgo tráfico de influências), tão celeres a permitir que Palhinha defrontasse o Benfica (umas horas) decidam o caso. Quem sabe lá para o final do campeonato.

Quanto ao Benfica espero sinceramente que leve o caso até fora da orbitra dos senhores que andam a fazer força pelo Sporting na justiça. Porque assim que este caso chegar a um TAS o Sporting vai ter problemas. E dos grandes. Isto é das chicos espertices mais nojentas a que já se assistiu em Portugal. Ao nível do Estorilgate em que o Porto conseguiu adiar a segunda parte de um jogo para lá das datas previstas nos regulamentos e fez 8 substituições ao intervalo. Não podemos continuar a permitir que valha tudo no futebol português.

terça-feira, 23 de março de 2021

Cenouras

Na antevisão ao jogo contra o Braga falei sobre uma cartilha que já estava novamente em andamento sobre a aposta na formação. Basta estar atento para perceber como em pouco mais de um ano voltou a estar na moda. Nas ultimas épocas em que o Benfica apostou forte na formação era a falta de investimento o problema. Os ventos mudam conforme as politicas do Benfica.

Mas esta cartilha não são mais do que cenouras que lançam ao Benfiquismo. Para manter o clube sempre sobre pressão e para desviar o foco principal do que se passa no futebol português. Vou deixar aqui 3 exemplos só depois da vitória em Braga. Tudo cenouras que batem sempre nos mesmos temas.


Vasco Mendonça, João Malheiro e dezenas por essas redes sociais estão constantemente a bater nesta tecla sobre Vieira não ir a muitos dos jogos da equipa. Já chegou ao ponto de todos os jornais, todas as semanas dedicarem um espaço quando não vai a um jogo ou quando os presidentes dos rivais vão. Como se o maior problema do Benfica e até do próprio Vieira fosse esse. Depois metem estas coisas nas tvs porque sabem que vai haver Benfiquistas que lhe vão pegar.


Outro tema já batido é o dos problemas de balneário. Ontem começou a circular isto na MDCSDQT. Sinceramente não sei se João Felix deu alguma entrevista recente em que voltou a falar disto mas basicamente não deixa de ser reciclagem.


Isto é de há mais de um ano atrás. Nem a imagem da noticia mudaram. Mudaram titulo e subtitulo e siga para bingo que os Benfiquistas comem. E comem mesmo. Umas horas depois já isto era partilhado em todo o lado com o já clássico ataque a André Almeida, Pizzi ou Rafa que são sempre os alvos deste tema. E ainda não percebi porquê. Tirando uma noticia do CM que chegou a mencionar estes 3 e que foi desmentida pelo Benfica, não percebo de onde vem esta ideia.

Por último vem a do Benfica europeu. A sic parece que decidiu colocar no poligrafo algo sobre o Porto ter mais vitórias que o Benfica na Liga dos Campeões. Podia tê-lo feito dias depois do Porto eliminar a Juventus. Mas não. Guardou para o dia a seguir ao Benfica ir vencer a Braga. "Os Benfiquistas comem" pensaram eles. E comem mesmo. E sobre este tema talvez dedique um post daqui a uns tempos.

Portanto fica o apelo aos Benfiquistas. Não se deixem usar pela MDCSDQT. Isto não é um apelo à ausência de critica. É um apelo para que não criem constantemente ruido em torno do clube deixando tudo o resto que nos está a ser feito de lado. Estamos talvez no momento mais negro que o futebol português já viveu. E isso não pode passar em claro.

Nos próximos posts vou mostrar para que servem estas cenouras. De onde elas pretendem tirar o foco da opinião pública.

segunda-feira, 22 de março de 2021

Finalmente uma grande vitória

Grande vitória em Braga. Mais de um ano depois conseguimos finalmente vencer um jogo crucial. Vitória que foi conseguida com mais uma arbitragem deplorável. Uma dualidade de critérios gritante durante todo o jogo. Em faltas e cartões. Reparem só nesta falta assinalada a Taarabt (continua a perseguição) e como nasceu uma das melhores oportunidades do Braga no jogo. Isto para não falar nos amarelos que ficaram por mostrar só na primeira parte a Esgaio, Borja ou Tormena em faltas semelhantes as que deram amarelos a Otamendi e Diogo Gonçalves, ou o quarto penalti da época revertido pelo VAR por um fora-de-jogo de 10cm.

Não faltou também mais um penalti por marcar e um lance de falta clara sobre Rafa à entrada da área, já na segunda parte, em que ficava só com o guarda-redes. Tudo isto varrido para debaixo do tapete pela MDCSDQT. Já a expulsão de Fransérgio foi mais do que justa. João Pinheiro foi adiando ao máximo o primeiro cartão ao Braga e acabou por falhar num dos capitulos da cartilha arbitral que tem sido usada em jogos do Benfica que consiste em, aconteça o que acontecer, nunca mostrar um amarelo a um lateral ou médio nos primeiros 60 minutos de jogo. Depois de tantos amarelos perdoados ao Braga nos primeiros minutos não teve coragem de perdoar mais um a Fransérgio. No lance do segundo amarelo não havia como fugir. Mas não deixa de ser incrivel como já está tão enraízada esta cultura em Portugal de que mesmo decisões correctas, se forem a favor do Benfica, são todas questionadas e consideradas como más decisões.

Em relação à equipa destaco termos jogado com 6 jogadores agressivos e fortes fisicamente (Diogo, Lucas, Otamendi, Vertonghen, Taarabt e Seferovic). Um pouco mais do tem sido costume. E nota-se logo a diferença.

Em termos individuais destaco o Seferovic e os centrais.

Quanto a Seferovic é verdade que falha muitos golos. Mais do que é exigivel para um avançado de uma equipa como a do Benfica. No entanto é de longe o jogador que mais vezes aparece a finalizar. Aparece como poucos nas zonas certas e desgasta muito as defesas. Se marcasse metade das oportunidades que tem também não estaria cá.

Depois os centrais. Desde 2013/2014 que não temos um conjunto de centrais tão bons. Na altura tinhamos Luisão, Garay e Jardel. Os 3 nas melhores fases da carreira. Daí para cá nunca mais tinhamos investido a sério nessa posição e com a saída de Luisão e declinio de Jardel sofremos época após época (principalmente em termos europeus) por causa disso. É sem dúvida o melhor que vamos tirar para a próxima época.

domingo, 21 de março de 2021

Mais um fim de semana no lodo futebolistico português

Tanto Porto ontem em Portimão contra o seu melhor cliente. Neste caso as dezenas de negócios entre ambos os clubes nos últimos 4 ou 5 anos, juntamente com um registo impar de resultados, não faz com que a PJ investigue o que se passa por ali.

Voltando aos acontecimentos dessa partida o Porto começou por não aceitar aderir a campanha contra o racismo. O primeiro golo foi irregular e aos 93' ficou um penalti por marcar que poderia dar o empate. Pelo meio Sérgio Conceição foi novamente expulso (16ª em Portugal e continua a levar multas irrisórias). Durante 90 minutos os jogadores do Porto distribuiram a pancada que quiseram. Dos jogadores de campo apenas Sergio Oliveira levou um amarelo depois dos 90. Já no Santa Clara vs Tondela o critério já foi mais apertado e foram 2 jogadores expulsos do Santa Clara, que assim não jogam contra o Porto. Mais um dia de muito Porto varrido para debaixo do tapete como se pode ver pelas capas de hoje da MDCSDQT.

Pegando nestes últimos, e para quem tem estado minimamente atento, está em marcha novamente a cartilha da formação. Basta ver alguns artigos de "opinião" e as perguntas nas conferências de imprensa de Jesus e Ruben Amorim para perceber isso (alguém chateia Sérgio Conceição com esta história?). Um ano depois de destruirem Bruno Lage porque apostava na formação eis que o discurso mudou novamente para destruirem desta vez Jorge Jesus. É tão mas tão evidente. Ontem a segunda pergunta a Jesus na antevisão do jogo com o Braga (não foi a primeira porque era da BTV) foi logo sobre este assunto. E ainda foram feitas mais 2 ou 3. Ruben Amorim também navega esta onda e aproveita para mandar umas indiretas (é tão fácil quando se consegue definir uma estratégia de comunicação com os próprios jornalistas não é Ruben?). Quanto aos Benfiquistas percebam uma coisa. A estratégia é sempre a mesma. Dividir para reinar. E nesta semana foram cenouras atrás de cenouras que lançaram.

Hoje temos um dos jogos da época. Tivemos uma semana para o preparar com praticamente todo o plantel disponivel. Vamos lá fazer um grande jogo. Começar a afastar estas nuvens negras. Retirar o que ainda der para retirar desta época para começar a próxima de cabeça limpa. Isto se nos deixarem.